Órgãos de segurança pública se reúnem em Barbacena para discutir combate aos ataques a caixas eletrônicos

Encontro teve como objetivo criar uma comissão integrada para prevenir e reprimir os crimes contra instituições financeiras

Paulo Emílio Gonçalves/Portal CB

Foi realizada na manhã de ontem, quarta-feira (11), no Hotel Master Plaza, em Barbacena, uma reunião da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (Sejusp) com diversos órgãos de segurança pública e estruturas civis, com objetivo de criar uma comissão integrada de combate aos ataques a caixas eletrônicos na região.

O evento faz parte de uma série de encontros que estão sendo realizados nas 19 Regiões Integradas de Segurança Pública (RISPs) do estado. O intuito é criar grupos locais responsáveis por compartilhar informações e unir esforços para a formulação de ações coordenadas, visando a prevenção e a repressão dos ataques contra instituições financeiras.

A reunião contou com a presença do comandante da 13ª Região de Polícia Militar (13ª RPM), coronel Hudson Abner Pinto; do chefe do 13º Departamento de Polícia Civil (13º DPC), delegado geral Carlos Capristrano, além de outras autoridades civis e militares e profissionais que farão parte do grupo de atuação na 13ª RISP. Participaram também representantes do Ministério Público, de instituições financeiras, da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e de forças de segurança pública estaduais e federais.

Na pauta do encontro estavam, entre outras coisas, o alinhamento institucional entre os órgãos para a repressão à criminalidade violenta; ações que busquem maior efetividade dos desempenhos regionais; identificar demandas e colher sugestões de ações voltadas para a redução desta modalidade criminal e definir estratégias conjuntas com foco na disseminação de um protocolo integrado de atuação entre os órgãos.

O comandante da 13ª RPM, coronel Hudson Pinto falou das ações desenvolvidas pela Unidade para combater esse tipo de crime nos 61 municípios sob sua responsabilidade. Já o chefe do 13º DPC, delegado Carlos Capristrano discorreu sobre a modalidade criminosa nos últimos cinco anos, enfatizando o trabalho de investigação e inteligência realizado pelo 13º Departamento e pela Polícia Civil de Minas Gerais.

Os participantes assistiram palestras sobre a metodologia de trabalho dos grupos, conheceram os mecanismos de segurança adotados por instituições bancárias e compartilharam informações sobre a atuação específica de cada corporação no combate aos ataques.

(Fontes: 13ª RPM e 13º DPC)

A reunião contou com a participação de autoridades civis e militares e profissionais que farão parte do grupo de atuação na 13ª RISP, além de representantes do Ministério Público, de instituições financeiras, da Febraban e de forças de segurança pública estaduais e federais (Fotos: Divulgação)
Total Page Visits: 901 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *