Aumento dos casos de Covid-19 pode colocar Barbacena novamente na Onda Vermelha do programa Minas Consciente

Cidade registrou mais 65 casos de contaminação pelo novo Coronavírus durante esta semana; UTIs chegaram a ter 95% de ocupação e podem atingir a capacidade total a qualquer momento

Paulo Emílio Gonçalves/Portal CB

O município de Barbacena corre o risco de ter que retroagir para a Onda Vermelha do programa Minas Consciente do governo estadual, que é a mais restrita e permite apenas o funcionamento dos serviços essenciais. A cidade teve um aumento de 65 casos de Covid-19 nesta semana, se segunda-feira até ontem à noite, segundo os boletins diários da Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesap). Na segunda-feira (07) eram 1.436 casos confirmados da doença e ontem, quinta-feira (10), já somavam 1.501. O número de óbitos de moradores de Barbacena não aumentou durante a semana e permanece em 25. Já em relação aos pacientes de municípios vizinhos que buscam atendimento em hospitais locais, foi registrada mais uma morte esta semana, totalizando 15. Somando estes dados, já são 40 óbitos por Covid em Barbacena desde o início da pandemia.

Com o aumento dos casos de infecção por Coronavírus em Barbacena, os hospitais da cidade chegaram a registrar 95% de ocupação nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na última terça-feira (08). Até ontem, quinta-feira, 24 pacientes permaneciam internados em hospitais locais, somando os de Barbacena e de outros municípios, segundo o boletim da Sesap.

Existem na cidade 21 leitos de Unidade de Terapia Intensiva para Covid-19, disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo foi apurado pelo Portal Cidade de Barbacena, estes leitos de UTI podem ter ocupação total a qualquer momento, o que agravará a situação e poderá colocar a cidade na Onda Vermelha do Minas Consciente.

Em entrevista ao programa Papo 10, do jornal Folha de Barbacena, na noite desta quinta-feira (10), a Secretária Municipal de Saúde, Marcilene Dornelas de Araújo afirmou que o município ficou apenas três décimos para não retroagir para a Onda Vermelha do programa Minas Consciente do governo estadual. Ela enfatizou que Barbacena permaneceu na Onda Amarela apenas porque conseguiu mais cinco leitos de UTI no hospital Ibiapaba.

“Barbacena tem um cenário catastrófico para vivenciar nos próximos dias, se não começarmos a pensar o que estamos fazendo. A cada sete dias é um cenário diferente. Então, na semana que vem será que a gente consegue diminuir três décimos ou será que a gente vai aumentar três décimos e entrar na Onda Vermelha?”, alertou Marcilene durante o programa. “Será que a culpa é do sistema de saúde ou das pessoas que estão positivando”, questionou a secretária, se referindo ao relaxamento da população em relação aos cuidados necessários para evitar o contágio.

Onda Amarela

A partir deste sábado (12) toda a microrregião de Barbacena volta para a Onda Amarela do programa Minas Consciente, de acordo com o Comitê Estadual de Covid-19. Há alguns meses, quando a situação da pandemia aparentava um certo controle, o município de Barbacena obteve permissão para avançar para a Onda Verde, que é a que flexibiliza todos os setores da economia, mas as autoridades em saúde preferiram manter a cidade na Onda Amarela, que permite funcionamento do comércio, além de bares, restaurantes, salões de beleza e academias, dentre outras empresas.

Onda Vermelha

Caso Barbacena tenha que retroagir para a Onda Vermelha – a mais restrita – o comércio terá que novamente fechar suas portas, assim como bares, restaurantes, academias, salões de beleza, auto-escoas e várias outras empresas, o que acarretará um problema sério para a economia da cidade. Apenas os serviços essenciais terão permissão para funcionar, como era no início da pandemia. No entanto, esta decisão dependerá de um decreto do governo municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *