Barbacena tem recorde de morte por Covid em 24 horas

Foram registrados 12 óbitos nesta quinta-feira – oito de moradores da cidade e quatro de pacientes de fora; leitos hospitalares estão no limite

Paulo Emílio Gonçalves/Portal CB

O município de Barbacena teve doze mortes causadas por complicações relacionadas ao novo Coronavirus (Covid-19) nesta quinta-feira (06), segundo o boletim diário da Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesap). Este foi o maior número de óbitos relacionados à doença registrado na cidade em apenas 24 horas desde o início da pandemia, em março de 2020. Das doze vidas perdidas, oito são de pessoas que moravam em Barbacena e quatro de pacientes de outros municípios que estavam internados com o vírus em hospitais locais.

O município já registra 191 mortes causadas pelo Coronavirus apenas de pessoas que residiam em Barbacena. Se somar os 141 óbitos de pacientes de outras cidades, este número salta para 332. Isto mesmo: trezentas e trinta e duas vidas perdidas dentro do território barbacenense.

Já os casos confirmados da doença tiveram um acréscimo de 42 nesta quinta-feira, chegando a um total de 5.845 infecções. Os pacientes que se recuperaram somam 5.336.

Notificações

O número de notificações registradas em Barbacena, desde o começo da pandemia, já se aproxima dos 20 mil. São 17.188. Deste total, 5.845 pessoas testaram positivo (casos confirmados), 4.182 exames apresentaram resultado negativo e 6.652 pacientes cumpriram isolamento de duas semanas e não tiveram sintomas de Covid. Existem ainda 770 pessoas em isolamento domiciliar, com suspeita da doença, e um óbito sendo investigado.

Leitos hospitalares

Os leitos hospitalares reservados para tratamento da Covid-19 chegaram a ficar totalmente ocupados, segundo o boletim divulgado na noite desta quinta-feira. Não havia nenhum leito disponível nas UTIs e nem nas enfermarias dos três hospitais da cidade que atendem pacientes com a doença. No entanto, um novo boletim divulgado às 10h33 da manhã de hoje, sexta-feira (07), mostra que estão disponíveis, no momento, um leito de UTI na Policlínica (IMAIP) e dois leitos clínicos no hospital Ibiapaba. Já na Santa Casa não há nenhum disponível.

Onda vermelha

Mesmo com estes números alarmantes, o município de Barbacena persiste na onda vermelha do programa Minas Consciente, que atualmente não tem muita diferença da onda amarela, pois quase todos os setores da economia estão em pleno funcionamento.

Os especialistas em infectologia são unânimes em afirmar que, no momento, as únicas formas eficazes de conter o contágio são o isolamento social, o uso de máscaras e a higienização das mãos, uma vez que o número de pessoas vacinadas ainda está muito baixo, principalmente no que diz respeito à segunda dose do imunizante, essencial para completar o ciclo.

Atualmente, segundo o boletim da Secretaria Municipal de Saúde, 29.546 pessoas tomaram a primeira dose da vacina contra Covid-19 em Barbacena, o que representa 21,37% da população, e 17.698 receberam a segunda dose do imunizante (12,80%).

Confira abaixo os últimos boletins divulgados pela Sesap.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *