Escolas de Barbacena voltam a paralisar aulas presenciais após uma confirmação e casos suspeitos de Covid-19

Três instituições de ensino da cidade retornaram para o sistema remoto uma semana depois da volta dos alunos  

Paulo Emílio Gonçalves/Portal CB

Três escolas de Barbacena suspenderam novamente as aulas presenciais esta semana por causa de uma confirmação e de casos suspeitos de contaminação pelo novo Coronavirus (Covid-19), após apenas sete dias da obrigatoriedade do retorno às atividades presenciais em toda rede de ensino pública e privada de Minas Gerais. As escolas estaduais Adelaide Bias Fortes e Pio XI, ambas no centro da cidade, e o Centro de Educação Especial Maria do Rosário suspenderam as atividades presenciais por 14 dias e as aulas voltarão a ser de forma remota.

As secretarias de educação do estado e do município confirmaram a suspensão das aulas presenciais, seguindo as orientações do Protocolo Sanitário de Retorno às Atividades Escolares Presenciais, da Secretaria de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), e da Vigilância Epidemiológica do município de Barbacena.

Segundo a Secretaria de Estado da Educação (SEE-MG), na Escola Estadual Pio XI (foto) houve um caso confirmado de contaminação por Covid-19 e no Centro Estadual Especial Maria do Rosário foram identificados casos suspeitos que ainda estão em investigação, assim como na Escola Estadual Adelaide Bias Fortes. A SEE-MG informou ainda que todos os servidores destas instituições foram imunizados com as duas doses ou dose única da vacina contra o novo Coronavirus.

As aulas presenciais ficarão suspensas, a princípio, por 14 dias. A Secretaria de Estado da Educação informou ainda que houve paralisação de aulas presenciais também em duas escolas da cidade de Barroso, que fica a cerca de 24 quilômetros de Barbacena, pelo mesmo motivo.

A Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Barbacena está monitorando a situação e prestando todo o apoio necessário, juntamente com a Secretaria de Estado da Saúde, a fim de realizar a vigilância e traçar estratégias rápidas de ação oportuna para contornar a situação.

(Fontes: SEE-MG e Portal G1)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *