Mais duas mortes por febre amarela em Barbacena nesta terça-feira

Secretaria Municipal de Saúde inicia verredura para vacinação na zona urbana

Mais dois pacientes que estavam internados desde sábado, dia 17, no Hospital Regional de Barbacena (foto) morreram nesta terça-feira, 20, com suspeita de febre amarela, aumentando para oito o número de óbitos pela doença na cidade. As vítimas só tiveram as iniciais de seus nomes revelados e acordo com o que foi divulgado pela Sala de Situação de Emergência da Secretaria Municipal de Saúde e Programas Sociais (Sesaps), A.L.P, de 41 anos, sexo masculino, da cidade de Conselheiro Lafaiete morreu por volta da uma hora da manhã, e R.S., 38 anos, também do sexo masculino, morador do bairro Diniz II, em Barbacena, faleceu às 12h30.

Como nos casos anteriores, os dois pacientes foram a óbito por falência múltipla dos órgãos e febre hemorragia. Foi recolhido material biológico das vítimas e enviado para a Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte, para um diagnóstico definitivo, que deverá confirmar como causa a febre amarela.

Dos oito óbitos registrados em Barbacena até o momento, cinco já foram confirmados como causa a febre amarela – um de Barbacena, um de Piranga, um de Senhora de Oliveira, um de Ouro Branco e um de Caranaíba; as três mortes com suspeita são as duas de hoje (Conselheiro Lafaiete e Barbacena), e uma da cidade de Paiva.

De acordo com a Sesaps, nove pacientes ainda estão internados no Hospital Regional com suspeita da doença: um na Sala Vermelha, de São João del-Rei; três na Clínica Médica, de Santa Bárbara do Tugúrio, Barbacena e Cipotânea; um na UTI, de Ouro Branco. Já na Santa Casa estão três pessoas internadas na Clínica Médica, das cidades de Carandaí, Congonhas e Alfredo Vasconcelos. Dos três, apenas o de Carandaí tem febre amarela confirmada.

A Sala de Situação de Emergência da Sesaps informou ainda que nove casos foram confirmados na cidade e já receberam alta, sendo um de Itaverava, um de Cipotânea, um de Santana dos Montes, um de Ouro Branco e cinco de Piranga.

O município de Barbacena é referência em saúde na Macrorregião Centro Sul, que abrange 51 cidades, totalizando uma população estimada em cerca de 700 mil pessoas. O pacientes destes municípios que apresentam quadro de saúde grave, em sua maioria, são remanejados para o Hospital Regional e outros de Barbacena.

 

Sesaps inicia varredura para

vacinação na zona urbana

 

Após o término da varredura de vacinação na zona rural, a Secretaria Municipal de Saúde e Programas Sócias (Sesaps) iniciou o mesmo processo na zona urbana do município. O objetivo, segundo o órgão, é intensificar os trabalhos de imunização. Além de residências, estabelecimentos comerciais e outros também estão sendo visitados. As equipes estão operando em várias frentes, nos distritos bairros Santa Efigênia, Vilela, Nova Suíça, Carmo, Funcionários, Grogotó, Santa Cecília, além dos distritos de Correia de Almeida, Padre Brito e Guido Roman.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, José Orleans da Costa, a única maneira eficaz de evitar a febre amarela é através da vacina. “Estamos buscando, por meio de várias estratégias, alcançar todo o município. Cada pessoa sem vacina é um caso em potencial. Queremos a nossa cidade totalmente imunizada”, afirmou o secretário.

Segundo Orleans, de janeiro até agora foram aplicadas 27.723 doses (24.351 na zona urbana e 3.372 na zona rural); 61.401 cartões de vacinas foram avaliados (49.088 na zona urbana e 12.313 na zona rural). Até o momento, a cobertura vacinal acumulada é de 95,81% na zona urbana e 90,19% na zona rural.

Total Page Visits: 1508 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *