Morre o barbacenense que estava internado na Santa Casa com suspeita de febre amarela

Homem tinha 42 anos e pode ter contraído a doença na Colônia Rodrigo Silva

Morreu no início da manhã desta quinta-feira, 25, o homem que estava internado desde segunda-feira no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) da Santa Casa de Misericórdia de Barbacena, com suspeita de febre amarela. O paciente, de nome Adriano, tinha 42 anos e era morador do bairro de Fátima e não da Colônia Rodrigo Silva, como foi divulgado anteriormente. Ele apenas trabalhava na Colônia Rodrigo Silva, zona rural de Barbacena, onde pode ter contraído o vírus da febre amarela.

Adriano começou a passar mal na noite de domingo, 21, e foi encaminhado para o Hospital Regional. Na manhã de segunda-feira, com seu quadro de saúde piorando, ele foi transferido para o CTI da Santa Casa já em estado grave.

O anúncio da morte do barbacenense foi anunciado no site oficial da Prefeitura pelo secretário municipal de Saúde e Programas Sociais (SESAPS) e presidente da Sala de Situação Emergencial de Barbacena, José Orleans da Costa. De acordo com a nota, foram colhidos fragmentos de biópsia hepática, que serão enviados para a Fundação Ezequiel Dias (FUNED), conforme normas técnicas estabelecidas pelo Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde. Ainda segundo o comunicado do secretário, no atestado de óbito constará, como causas da morte, síndrome de disfunção orgânica múltipla e febre hemorrágica.

O diagnóstico definitivo só será conhecido após os exames laboratoriais realizados na FUNED, que irão confirmar se o motivo da morte de Adriano foi realmente a febre amarela.

Adriano trabalhava na Colônia Rodrigo Silva, zona rural de Barbacena (Foto: Google Maps)
Total Page Visits: 1546 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *