Queimadas dão trabalho ao Corpo de Bombeiros e causam prejuízo e risco para a população no fim de semana

Tempo seco é uma das principais causas de incêndio em vegetação

O tempo seco, a baixa umidade e a falta de chuvas têm aumentado consideravelmente o número de ocorrências de incêndio em vegetação no município de Barbacena e em toda a região. O Corpo de Bombeiros têm atuado diuturnamente para combater esses incêndios – as conhecidas queimadas -, que causam prejuízos e risco para a população.

Neste fim de semana foram vários os casos de queimadas e o de maior destaque aconteceu na rodovia MG-338, nas proximidades da Colônia Rodrigo Silva, onde os bombeiros foram acionados por volta das 12h40 deste domingo, 28, para apagar um incêndio na região agrícola, onde existem várias casas, fazendas e também uma associação de recuperação para dependentes químicos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os agentes tiveram bastante trabalho para conter o fogo, que consumia uma grande região de pasto e vegetações variadas como árvores de médio porte, arbustos e samambaias, esta última que produz muita oleosidade em sua queima. Por causa dos fortes ventos, o incêndio avançou com grande velocidade atingiu uma área aproximada de 21 ha.

Para apagar as chamas, os bombeiros contaram com apoio de funcionários e pacientes da casa de recuperação, que auxiliaram os militares com uso de abafadores, ramos e cerca de cinco mil litros de água.

Devido à rápida propagação do fogo, foi priorizado a proteção da casa onde ficam os pacientes, que estava correndo risco, e também uma plantação de oliveiras que existe nas proximidades.

Após cerca de quatro horas de intenso trabalho, os bombeiros conseguiram debelar as chamas e orientaram os proprietários a fazer aceiros para proteção dos imóveis.

Fogo na localidade de Torres

Outro caso de queimada neste fim de semana ocorreu na madrugada de domingo, quando o Corpo de Bombeiros foi acionado por volta da 1 hora da manhã, na localidade de Torres, zona rural de Barbacena, a cerca de 15 quilômetros da cidade, para apagar um incêndio que consumia a vegetação. Neste caso, o fogo se espalhou rapidamente e atingiu um bambuzal que veio a cair sobre uma estrada vicinal, a poucos metros da BR-040.

Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas chegaram a cerca de 20 metros de altura. Um agricultor que mora nas proximidades disse que toda a comunidade do local comercializa seus produtos na região, principalmente nas feiras livres em Barbacena e também na Ceasa. Ele afirmou que neste domingo os agricultores não tiveram como se locomover participar da feira livre da avenida Olegário Maciel, em Barbacena.

Os bombeiros orientaram os comerciantes a entrar em contato com a Secretaria Municipal de Obras para auxiliar na remoção do material queimado e liberação da pista para o tráfico de veículos e pessoas.

Na região da Colônia Rodrigo Silva, o fogo ameaçou uma casa onde funciona uma associação de recuperação para dependentes químicos (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Na localidade de Torres, zona rual de Barbacena, as chamas chegaram a cerca de 20 metros de altura (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Total Page Visits: 1346 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *