Servidores da rede estadual de ensino fazem manifestação em Barbacena contra o atraso nos salários

Segundo eles, o governo do estado depositou apenas R$ 500 do salário de maio

Os trabalhadores da área da educação da rede estadual de ensino fizeram uma manifestação no final da tarde desta sexta-feira, 22, no centro de Barbacena, contra o atraso dos salários por parte do governo do estado. De acordo com os manifestantes, o governador Fernando Pimentel (PT) pagou até o momento apenas R$ 500 do salário dos servidores da educação, referente ao mês de maio, incluindo professores e aposentados.

O movimento contou com o apoio do Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação (Sind-Ute) – Subsede Barbacena – e do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Barbacena (SISPMB). Os funcionários da rede estadual estão em greve há alguns dias por causa do atraso do salário. O governador Fernando Pimentel vem pagando os vencimentos em parcelas desde 2016, alegando a crise financeira pela qual passa o estado. O depósito de apenas R$ 500 referentes a maio, efetuado esta semana, foi um dos motivos da manifestação.

Os grevistas subiram a rua XV de Novembro com faixas, gritando palavras de ordem contra o governador e exigindo que Pimentel pague em dia os salários. Eles distribuíram panfletos pedindo apoio dos pais de alunos e da população em geral, alertando para o “total desprezo” por parte do governo do estado em relação aos trabalhadores da educação. “Se não lutarmos, o que vamos ensinar para os filhos de vocês? E para os nossos?” diz o panfleto distribuído pelos manifestantes, que termina com a seguinte frase: “Pedimos todo apoio a vocês, pois estamos lutando para manter nossa dignidade”.

Os manifestantes empunharam faixas e gritaram palavras de ordem contra do governador Fernando Pimentel; eles exigem o pagamento em dia (Foto: Paulo Emílio)
Total Page Visits: 1072 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *