UMA HISTÓRIA SEM FIM – Cratera interdita novamente parte da rua Bahia

Defesa Civil esteve no local e já notificou a Secretaria Municipal de Obras Públicas

Uma cratera interditou meia pista da rua Bahia na manhã desta segunda-feira, dia 23, próximo a uma ponte existente entre o cruzamento da referida via com avenida Sanitária. De acordo com informações colhidas pelo portal Cidade de Barbacena, a forte chuva que caiu na noite do último domingo, 22, fez com que parte do asfalto deslizasse para dentro do córrego causando risco de desabamento. A Defesa Civil esteve no local e interditou parte da via e a tendência, segundo a própria Defesa Civil, é que com o aumento das chuvas o problema se agrave mais ainda, caso não haja uma ação imediata por parte do poder público.

O portal CB entrou em contato, por telefone, com a Secretaria Municipal de Obras Públicas (SEMOP). A reportagem não conseguiu falar com a secretária Giovana Zappa Barbosa, mas uma funcionária informou que o órgão já foi notificado pela Defesa Civil e esta notificação já foi passada para a secretária Giovana Zappa. A mesma funcionária disse que as providências serão tomadas o mais rápido possível.

Segundo informações passadas ao portal CB no final da tarde desta segunda-feira, está agendada para ainda hoje uma reunião entre o prefeito Luís Álvaro, a secretária Giovana Zappa e integrantes da Defesa Civil para tratar do assunto. A mesma fonte informou que a outra parte da via deverá ser interditada e o fluxo de veículo suspenso após a reunião.

 

Problema antigo

 

A rua Bahia vem causando transtorno para os barbacenenses já há vários anos. Sempre quando inicia a temporada de chuvas aparecem crateras e ameaça de desabamento em pontos diferentes da via, que tem trânsito intenso durante grande parte do dia. No ano passado, ainda no governo do ex-prefeito Toninho Andrada foram realizadas obras de recuperação no local, mas pelo que parece, embora o problema atual não seja exatamente no mesmo ponto do outro que interditou a rua no último ano, estão sempre sendo feitos trabalhos paliativos e o problema volta a aparecer em um ou dois anos após concluídos os serviços de recuperação. Além do desperdício de dinheiro público, este tipo de atitude causa enorme risco para a população, pois nunca se sabe quando poderá acontecer um deslizamento no local.

Uma parte do asfalto deslizou para dentro do córrego (Foto: Paulo Emílio)
O local está apenas com meia pista, mas pode vir a ser interditad0 totalmente caso não seja tomada nenhuma providência imediata (Foto: Paulo Emílio)
Total Page Visits: 1191 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *