CENSO 2020: IBGE abre quase 22 mil vagas de trabalho em Minas Gerais

Existem vagas disponíveis em todos os municípios do estado; inscrições vão até 24 de março

Nesta quinta-feira (05) foram publicados pelo Instituto Brasileiro de Geografia a Estatística (IBGE) os dois editais dos Processos Seletivos Simplificados para três cargos do Censo Demográfico 2020. As inscrições estão abertas até o dia 24 de março no site do CEBRASPE, banca organizadora dos processos seletivos. Os editais visam preencher, em caráter temporário, 180.557 vagas para a função de recenseador, distribuídos pelos 5.569 municípios do país; 5.462 vagas para o cargo de Agente Censitário Municipal (ACM) e 22.676 vagas para a função de Agente Censitário Supervisor (ACS). Essas duas últimas funções estão no mesmo edital (nº 2/2020); já o edital para as vagas de recenseador é o nº 3/2020.

Para Minas Gerais, as vagas estão divididas da seguinte forma: 18.746 para recenseador, distribuídos nos 853 municípios mineiros; 230 para ACM e 2.950 para ACS. O total é de 21.926 vagas em todo o estado.

A escolaridade exigida para o cargo de recenseador é de ensino fundamental completo. Os profissionais irão visitar todas as residências do país, entrevistando os moradores. Eles serão remunerados por produtividade, de acordo com o número de domicílios visitados. No hotsite do Censo 2020 haverá um simulador no qual os candidatos poderão estimar a remuneração a ser obtida, com base nos valores pagos por setor censitário nas diferentes localidades do país.

Já para o cargo de Agente Censitário Municipal, a remuneração é de R$ 2.100,00, enquanto, para a função de Agente Censitário Supervisor, o salário é de R$ 1.700,00. Os mais bem colocados em cada município ocuparão a vaga de Agente Censitário Municipal, que será o responsável pela coordenação da coleta do Censo 2020 naquela cidade. O nível de escolaridade exigido para ambas as funções é de ensino médio completo.

As vagas são temporárias e os contratos terão duração prevista de três meses, podendo

ser renovados de acordo com as necessidades do IBGE e a disponibilidade orçamentária. Os profissionais contratados temporariamente pelo IBGE também terão direito a férias e 13º salários proporcionais, de acordo com a legislação em vigor e conforme o estabelecido pelos editais para ACS, ACM e para recenseadores.

(Fonte: IBGE)

Total Page Visits: 1787 - Today Page Visits: 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *