Briga na rua termina em morte na cidade de Dores de Campos

Homem é baleado durante discussão em frente a uma lanchonete

Paulo Emílio Gonçalves/Portal CB

Um homem foi assassinado na noite de ontem, domingo (25), na cidade de Dores de Campos, a cerca de 38 quilômetros de Barbacena. A Polícia Militar (PM) recebeu informações de que estaria havendo uma briga na avenida Governador Valadares, naquele município, onde algumas pessoas agrediam um homem de maneira covarde.

Diante da denúncia, os militares foram até ao local, mas a confusão já havia acabado. A PM começou a fazer uma busca nas proximidades para tentar localizar os supostos envolvidos. Durante o percurso, os militares receberam outra informação de que um homem teria sido baleado por outro homem em frente a uma lanchonete. Os policiais se deslocaram até lá e encontraram a vítima caída no chão, muito ferida. Ela foi socorrida e encaminhada para a Policlínica de Dores de Campos, mas não resistiu e morreu. A vítima foi identificada como Aristeu Pablo Barbosa Teixeira, de 38 anos.

No local onde ocorreu o crime, uma testemunha confirmou para a PM ter havido o disparo de arma de fogo, mas disse que não viu quem atirou. Outra testemunha relatou que ficou sabendo que o autor do disparo estava acompanhado de outros homens e que eles estariam agredindo, além da vítima fatal, outra pessoa e seu filho, e que viu quando Aristeu foi baleado. As testemunhas informaram ainda que o autor do disparo e um segundo envolvido fugiram em um veículo Monza de cor verde, que seria de propriedade de uma terceira pessoa, e que teriam seguido sentido bairro Cohab.

Diante de todas as informações, os policiais realizaram um rastreamento pela cidade com o intuito de localizar os suspeitos. A equipe foi até a casa do suposto autor do disparo e foi informada por sua esposa que ele não se encontrava na residência, que estão separados desde o último sábado – dia anterior ao crime – e que ele teria pegado suas roupas e estaria morando junto com uma irmã. A irmã, por sua vez, relatou que seu irmão dormiu em sua casa de sábado para domingo, porém não estava mais no local e que não o via desde a manhã de domingo, dia do fato.

Os policiais se deslocaram também até a casa do segundo suspeito, onde a sua mulher afirmou que apenas o viu pela manhã, quando ele saiu, e que até aquele momento não havia retornado. Na rua onde mora o dono do Monza que teria dado a fuga aos acusados, os militares visualizaram o carro estacionado em frente à sua residência, todo sujo de terra. Eles bateram na porta e foram atendidos pela mãe do proprietário do veículo, que disse que ele não estava em casa. Ao vistoriar a residência, os policiais o encontraram deitado na cama.

O motorista do Monza informou que chegou ao local onde ocorreu o crime por volta de 21 horas e que lá já estavam os acusados e outros homens que disse desconhecer. O dono do carro relatou ainda que em dado momento aconteceu uma briga do lado de fora de uma lanchonete envolvendo os acusados e a vítima fatal. Ele disse que durante a confusão ouviu um disparo e viu a vítima caída no chão, que os envolvidos fugiram e que não foi ele quem deu a fuga a eles.

A PM colheu informações sobre os supostos envolvidos no homicídio, realizou diversas buscas, mas até o momento eles não foram localizados. No local do crime foi apreendida uma faca, que foi encaminhada para a delegacia de Polícia Civil.

(Matéria atualizada em 27/07/2021, às 09h45)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *