Comerciante é preso em Barbacena por armazenar combustível de forma irregular

Denúncia anônima leva Corpo de Bombeiros a um lote no bairro Santo Antônio, onde estava o produto

Paulo Emílio Gonçalves/Portal CB

Um comerciante foi preso em Barbacena na tarde desta quinta-feira (30), por armazenar combustível de forma irregular. O Corpo de Bombeiros recebeu uma denúncia através do 181, dando conta de que havia estoque de combustível em um lote na rua Demétrio Ribeiro, bairro Santo Antônio.

Quando chegaram ao local, os bombeiros conversaram com o proprietário do lote, um comerciante de 38 anos que não teve o nome revelado. Ele permitiu a entrada da equipe de vistoria, que verificou que havia dois tanques de aço para armazenamento de líquido combustível, sendo um com capacidade para 10 mil e outro para 5 mil litros, e ainda dois tanques de plástico de mil litros cada.

O comerciante disse aos bombeiros que havia seis mil litros de óleo diesel nos tanques e que armazena o combustível para abastecimento de seus caminhões. Ele informou ainda que o produto não é destinado para comercialização.

A equipe verificou ainda que o local não tinha o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), e também não possuía os requisitos básicos de prevenção, como extintores de incêndio, iluminação de emergência, distância mínima de separação entre os tanques e outros meios preventivos.

Diante destes fatos, o local foi interditado e as bombas dos tanques lacradas. Por se tratar também de crime ambiental, uma equipe da Polícia Militar de Meio Ambiente foi acionada para tomas as medidas necessárias.

O comerciante foi preso em flagrante e conduzido para a delegacia de polícia. Ele pode pegar de um a quatro anos de prisão por armazenar, de maneira irregular, produtos ou substância tóxica perigosa ou nociva à saúde humana e ao meio ambiente.

Os tanques estavam em um lote de propriedade do comerciante
As bombas de abastecimento foram lacradas e o local foi interditado (Fotos: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Total Page Visits: 972 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *