Homem diz que possui mediunidade e mata a esposa dentro de casa

Crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira no bairro Boa Morte, em Barbacena; vítima estava grávida de seis meses

Uma mulher grávida de seis meses foi morta na madrugada desta segunda-feira, 08, no bairro Boa Morte, em Barbacena. O crime ocorreu dentro do apartamento onde morava a vítima e seu marido.

A Polícia Militar (PM) recebeu uma denúncia de moradores de um prédio, por volta das três horas da manhã, informando que um casal estava brigando muito em um dos apartamentos e que possivelmente a mulher poderia estar sendo vítima de violência doméstica.

Ao chegarem ao local, os militares depararam com um homem que estava na rua apenas de cueca. Ao avistar a viatura, ele saiu correndo, entrou no prédio e trancou o portão. Alguns vizinhos estavam nas sacadas do prédio e indicaram para os policiais o apartamento onde estaria ocorrendo a briga. Um dos vizinhos abriu o portão eletrônico e os policiais subiram até o apartamento indicado, onde foram recebidos por Marco Aurélio Silva de Paula, que já havia se vestido. Segundo os militares, o homem estava aparentemente tranquilo.

Ao ser questionado sobre o que poderia estar havendo, Marco Aurélio permitiu a entrada dos policiais, que depararam com uma mulher caída no chão, sem sinais vitais. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi solicitada para comparecer ao local. O médico responsável pelo atendimento confirmou a morte da mulher, mas não soube informar o motivo. A vítima é Ana Paula Amaral de Paula, 32 anos, esposa de Marco Aurélio, que tem a mesma idade.

Marco Aurélio contou aos policiais que há algum tempo tem percebido que possui mediunidade e que na noite deste domingo, 07, não estava conseguindo dormir. Ele disse que só se sentiu confortável quando colocou alguns cobertores e travesseiros no chão e deitou, já na madrugada desta segunda-feira.

Ainda segundo a versão do marido da vítima, quando Ana Paula o viu deitado no chão foi para o banheiro e começou a chorar. Ele, então, foi até ela, falou que estava tudo bem e ofereceu um copo de água benta. Ana Paula não aceitou a água e então ele pediu para que ela fosse deitar na cama ou com ele no chão. Ela decidiu ficar com o marido, que a convidou a orar.

Em certo momento da oração, de acordo com Marco Aurélio, sua esposa começou a soprar seu rosto e ficar agressiva. Ele disse que pegou um cobertor e o utilizou como escudo para se defender, mas que Ana Paula continuou com as agressividades. Já irritado, ele enrolou o cobertor em volta do pescoço da esposa. Marco Aurélio afirmou que ela se tornou ainda mais agressiva e ele, então, apertou o cobertor até que ela parasse de reagir.

Após matar a mulher, Marco Aurélio disse aos policiais que somente se lembra de ter gritado muito e andar sem rumo pelo prédio e pela rua. Ele afirmou também que fazia tratamento psiquiátrico em Belo Horizonte e que interrompeu este tratamento em fevereiro. O marido da vítima declarou ainda que não tinha motivos para matar sua esposa que, segundo ele, estava grávida de seis meses.

Após as declarações, Marco Aurélio recebeu voz de prisão em flagrante pelo crime de homicídio. Ele apresentava alguns ferimentos e foi levado em uma viatura policial até o Hospital Regional, onde recebeu atendimento, e depois conduzido para a delegacia de polícia. Segundo o Boletim de Ocorrência da PM, Marco Aurélio não possui antecedentes criminais.

No local do crime, além da PM e do SAMU, esteve presente também uma perita da Polícia Civil (PC). Após os trabalhos periciais, o corpo de Ana Paula foi removido para o Instituo Médico Legal (IML).

Ana Paula era de Baependi-MG e Marco Aurélio é natural do Rio de Janeiro. O casal havia mudado para Barbacena há pouco tempo.

Ana Paula Amaral foi morta dentro de casa pelo marido (Foto: Reprodução/Rede Social)
Marco Aurélio Silva de Paula contou para a polícia que não tinha motivos mara matar a esposa; ele disse que há algum tempo tem percebido que possui mediunidade (Foto: Reprodução/Rede Social)
Total Page Visits: 1670 - Today Page Visits: 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *