HOMICÍDIO – Morador de rua é encontrado carbonizado na zona rural de Santos Dumont

Vítima teria sido morta a pauladas e depois incendiada; corpo foi desovado às margens da represa da Ponte Preta

O corpo do morador de rua Erene Barbosa de Oliveira, 26 anos, conhecido como “Steve” foi encontrado carbonizado nesta terça-feira, 7, às margens da represa da Ponte Preta, zona rural da cidade de Santos Dumont, a cerca de 50 quilômetros de Barbacena. A Polícia Militar (PM) foi acionada durante a manhã para registrar a ocorrência. Agentes da Polícia Civil (PC) também estiveram no local para realizar os primeiros trabalhos periciais. O cadáver foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Barbacena.

De acordo com informações, a vítima, que era natural da cidade de Duque de Caxias-RJ, foi morta a pauladas durante a madrugada. Após o crime, o corpo foi incendiado e desovado numa estrada vicinal que margeia a represa e dá acesso à localidade de Campo Alegre, local conhecido como Poço da Onça, próximo à pedreira.

No meio da tarde, menos de 5 horas após o  aparecimento do cadáver, duas pessoas suspeitas de cometerem o crime, que trabalham como vigilantes, foram detidas pela Polícia Civil em Santos Dumont. Elas foram encaminhadas para a delegacia para prestar depoimento. Os acusados, conhecidos como Felipe e Ricardo confessaram o envolvimento no assassinato. Na delegacia eles disseram que o motivo do crime foi o fato de Steve ter entrado na casa dos dois para furtar. De acordo com a ocorrência policial, Ricardo e Felipe, que moram na mesma residência, chegaram em casa e depararam com Steve dentro do imóvel. Ao ser surpreendido, Steve tentou atacar Felipe, que pegou um pedaço de pau no chão e acertou Steve na cabeça, tendo depois desferido outros golpes. Ao ver a cena, Ricardo quis acionar uma ambulância do Samu, mas ele e Felipe acharam que a vítima já estava morta.

Ainda segundo consta na ocorrência policial, os dois enrolaram o corpo de Steve em um plástico, colocaram no carro, passaram em um posto no centro da cidade, compraram combustível e levaram o corpo para a estrada de Campo Alegre, onde desovaram e colocaram fogo.

O IML de Barbacena ainda não divulgou nenhum laudo, mas existe a suspeita de que a vítima ainda pudesse estar viva quando foi queimada.

Os dois acusados – Felipe e Ricardo – foram presos e estão à disposição das autoridades.

(Matéria atualizada em 08/11/2017, às 9h30)

O corpo de Steve (no detalhe) foi encontrado carbonizado (Foto: WhatsApp)

Os acusados Felipe e Ricardo foram detidos e estão à disposição da justiça (Foto: WhatsApp)

 

Total Page Visits: 1733 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *