Operação de combate ao crime organizado prende três ex-policiais do RJ em Barbacena

Suspeitos foram expulsos da corporação fluminense em 2006; prisão foi por porte ilegal de arma, receptação, falsidade ideológica e uso de documentos falsos

Paulo Emílio Gonçalves/Portal CB

Três ex-policiais civis do estado do Rio de Janeiro foram presos nesta quarta-feira (17), em Barbacena, durante uma operação de combate ao crime organizado realizada pelo Grupo Tático Rodoviário Alpha, da Polícia Militar Rodoviária (PMR). A ação ocorreu na BR-265, saída para São João Del Rei. De acordo com a polícia, os três homens foram detidos sob acusação de porte ilegal de arma, falsidade ideológica e uso de documentos falsos.

A suspeita teve início quando os policiais depararam com um veículo Toyota Yaris estacionado próximo a um caminhão com um semi reboque acoplado, onde estavam os indivíduos, perto de um estabelecimento comercial às margens da rodovia. Durante a abordagem, os suspeitos se identificaram como policiais civis do estado do Rio de Janeiro e afirmaram que estavam realizando um trabalho de escolta do caminhão.

Os policiais mineiros suspeitaram que poderia haver algo errado quando eles entraram em contradição durante os questionamentos. Foi feita, então, busca pessoal nos indivíduos e na cintura de um deles foi encontrado um revólver calibre 38 com numeração raspada, carregado com seis munições. No interior do Toyota a equipe policial localizou quatro simulacros de pistolas e armas automáticas, um cinturão com oito munições calibre 38 e uma capa de colete da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Ainda segundo a polícia, os suspeitos apresentaram identidades funcionais que foram apreendidas, porque havia indícios de falsificação. Após consulta ao sistema informatizado da polícia, foi constatado que os três foram excluídos da corporação fluminense em 2006 e respondem vários processos por porte ilegal de arma, receptação, falsidade ideológica e uso de documentos falsos.

Durante uma verificação nos documentos do caminhão e do semi reboque que os três afirmaram que estavam escoltando, foi constatada suspeita de adulteração. No interior da carreta havia grande quantidade de eletrodomésticos e eletrônicos, todos com notas fiscais. A Polícia Civil mineira foi acionada para realizar uma perícia na carga e, devido à grande quantidade de material, decidiu lacrar toda a carga.

Diante do que foi apurado, os três elementos, que não tiveram seus nomes revelados, receberam voz de prisão pelos crimes de porte ilegal de arma, falsidade ideológica e uso de documentos faltos. Eles foram encaminhados para a delegacia de polícia de Barbacena.

Além do revólver, da munições e dos outros objetos já citados, foram apreendidos ainda em poder dos suspeitos uma faca estilo militar, um coldre, aparelhos de celular, os veículos e seus certificados de licenciamento falsos, carteiras funcionais falsas e R$ 683 em dinheiro.

Material apreendido com os suspeitos (Foto: Divulgação)
Total Page Visits: 269 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *