PRF apreende cargas de cachaça e leite sem nota fiscal, procedentes de Alto Rio Doce e Carandaí

Em outra ocorrência, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu ainda uma carga de peixe que saiu do Triângulo Mineiro com destino a Juiz de Fora

Paulo Emílio Gonçalves/Portal CB

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na tarde de ontem, quinta-feira (19), mercadorias que estavam sendo transportadas sem nota fiscal na BR-040. Ao todo foram três apreensões, sendo uma carga de cachaça, uma de leite e uma de peixe.  

Entre os materiais sem nota fiscal, estão 18 mil litros de cachaça que foram encontrados em um caminhão guiado por um homem de 38 anos, que saiu da cidade de Alto Rio Doce, a cerca de 57 quilômetros de Barbacena, com destino a Angra dos Reis (RJ), e 8 mil litros de leite cru, procedentes de Carandaí, distante 34 quilômetros, mercadoria esta que estava sendo transportada em um caminhão conduzido por um motorista de 34 anos. Segundo a PRF, o leite seria comercializado em uma indústria de Juiz de Fora.

Além destas duas ocorrências, a polícia apreendeu ainda uma carga de peixe com duas toneladas de tilápia congelada, também sem a nota fiscal, que saiu de Morada Nova de Minas, no Triângulo Mineiro, com destino a Juiz de Fora.

As três ocorrências foram registradas no posto da PRF próximo a Juiz de Fora, a cerca de 80 quilômetros de Barbacena.

As ocorrências foram encaminhadas para a Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais (SEFAZ-MG), onde foram lavrados os autos de infração. Após análise por parte da Receita Estadual, o leite e as tilápias foram liberados depois que os proprietários pagaram os impostos e multas. Já cachaça está retida e até o fechamento desta matéria ainda aguardava regularização.

Os nomes dos motoristas dos veículos não foram divulgados. Ninguém preso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.