Isabel Cristina será beatificada no final do ano, em Barbacena

Comunicado foi publicado nesta quinta-feira pelo arcebispo de Mariana; solenidade está marcada para o dia 10 de dezembro

Paulo Emílio Gonçalves/Portal CB

A Serva de Deus Isabel Cristina (foto) será beatificada no final deste ano, em Barbacena. O comunicado oficial do arcebispo da Arquidiocese de Mariana, Dom Airton José dos Santos, foi publicado nesta quinta-feira (23). A beatificação de Isabel Cristina está marcada para o dia 10 de dezembro, no Santuário da Piedade, em celebração solene com o rito de beatificação presidido pelo prefeito do Dicastério da Causa dos Santos, o cardeal Marcello Semeraro.

No comunicado, Dom Airton afirma que recebeu a notícia do Dr. Paolo Vilotta, postulador da causa da beatificação da Serva de Deus Isabel Cristina. Confira a seguir a íntegra.

Neste dia, 23 de junho de 2022, em que celebro o quarto ano de minha posse canônica na Arquidiocese de Mariana, comunico a todos os Diocesanos, a alegre notícia que recebemos no dia 22, ontem, do Dr. Paolo Vilotta, Postulador da Causa de Beatificação da Venerável Serva de Deus Isabel Cristina Mrad Campos, sobre o dia em que, exultantes, celebraremos o dia de sua Beatificação. A notícia, na carta, está como segue abaixo:

‘…O Sumo Pontífice concedeu que o Rito da Beatificação da Venerável Serva de Deus Isabel Cristina Mrad Campos aconteça no dia 10 de dezembro de 2022 na cidade de Barbacena (Brasil). O representante do Sumo Pontífice será o eminentíssimo Sr. Cardeal Marcello Semeraro, Prefeito do Dicastério da Causa dos Santos.’

Destacando a alegria e honra pela beatificação da Serva de Deus Isabel Cristina, a primeira da Arquidiocese de Mariana, Dom Airton solicita a todos os fieis que se empenhem e rezem para esse momento. “Vamos trabalhar intensamente e adquirir experiência na preparação (da beatificação) daqueles que são colocados pela Igreja como modelos de vida e santidade para todo o Povo de Deus”, afirma o Arcebispo.

Isabel Cristina

Isabel Cristina Mrad Campos nasceu em Barbacena no dia 29 de julho de 1962, filha de José Mendes Campos e Helena Mrad Campos. Era uma jovem que tinha uma vida de oração, estudava, namorava e sonhava em ser pediatra para ajudar crianças carentes. Em julho de 1982, mudou-se para Juiz de Fora para fazer curso pré-vestibular e depois entrar na faculdade de Medicina. Em setembro do mesmo ano, foi atacada por um homem que foi montar um guarda-roupas no apartamento para onde ela havia se mudado com seu irmão, Paulo Roberto.

O homem tentou violentá-la e, como ela resistiu, ele a atacou com uma cadeirada na cabeça, amarrou, amordaçou e rasgou suas roupas. Como Isabel ainda apresentou resistência, o homem, então, lhe desferiu 15 facadas, um crime cruel que teve grande repercussão na época. O corpo da jovem foi encontrado quando o irmão chegou em casa.

Processo de beatificação

O processo de beatificação de Isabel Cristina foi aberto no dia 26 de janeiro de 2001, em Barbacena, ocasião em que ela recebeu do Vaticano o título de Serva de Deus. Foram oito anos de trabalho, entre coleta de depoimentos e documentos, além da digitação e tradução para o italiano.

A fase diocesana do processo terminou em 2009. Seus restos mortais foram levados para o Santuário da Piedade, em Barbacena, pelo fato dela ter sido batizada e ter recebido a Primeira Comunhão na Matriz da Piedade, além da ligação afetiva de seus pais com a paróquia e até mesmo para facilitar a visitação. O caixão de madeira foi lacrado pelo arcebispo Dom Geraldo, na presença do postulador, e depois levado para um sarcófago de granito na Capela dos Passos. A documentação de Isabel Cristina também foi lacrada e entregue para a Congregação para as causas dos santos.

(Fonte: Arquidiocese de Mariana)

Os restos mortais da Serva de Deus Isabel Cristina estão no Santuário da Piedade, em Barbacena (Foto: Reprodução)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.