Campanha de vacinação contra a poliomielite e sarampo começa dia 6 de agosto

Crianças com idades entre 1 e 5 anos deverão receber a dose do medicamento

Começa no dia 6 de agosto em todo o país a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite e Sarampo. Em Barbacena todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) estarão disponibilizando a vacina para as crianças com idades entre 1 e 5 anos. As localidades da zona rural do município receberão, de 7 a 10 agosto, dias e horários especiais de vacinação. Já o Dia D de mobilização está marcado para 18 de agosto, sábado, de 8 às 17 horas.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesaps), o público alvo em Barbacena é de 6.477 crianças. A meta mínima a ser alcançada corresponde a 95% de cobertura vacinal contra a Poliomielite e Sarampo, de forma homogênea, para evitar a manutenção ou formação de bolsões de não-vacinados.

Os pais e responsáveis, que são fundamentais no processo, devem comparecer aos serviços de vacinação com suas crianças, levando a caderneta de vacinação para avaliação e registro.

A Campanha têm como objetivo manter elevada a cobertura vacinal contra a Poliomielite nos municípios, visando evitar a reintrodução do vírus selvagem, bem como vacinar os menores de cinco anos de idade contra o sarampo e a rubéola, para manter o estado de eliminação dessas doenças no país.

Durante a campanha, será realizada avaliação da situação vacinal, tendo o objetivo de resgatar não-vacinados ou completar esquemas de vacinação, visando também atualizar a caderneta das crianças, conforme o calendário básico, e também diminuir o risco de transmissão de enfermidades imunopreveníveis, assim como reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal.

Poliomielite

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principais características a flacidez muscular, com sensibilidade preservada, e a arreflexia no segmento atingido.

A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus. O último caso de poliomielite no Brasil ocorreu em 1989 e desde 1990 não são registrados casos da doença, que é grave e foi responsável por danos irreversíveis para milhares de crianças no mundo.

Sarampo

Já o sarampo é uma doença infecciosa exantemática aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do aparecimento do exantema até quatro dias após.

Desse modo, reforça-se a necessidade da realização da campanha contra a poliomielite e contra o sarampo, a fim de captar crianças ainda não-vacinadas ou que não obtiveram resposta imunológica satisfatória à vacinação, minimizando o risco de adoecimento dessas crianças e, consequentemente, reduzindo ou eliminando os bolsões de não-vacinados.

Diante deste quadro mundial, há necessidade da união de esforços para manutenção do país livre dessas doenças. As coberturas vacinais municipais ainda são heterogêneas no Brasil, podendo levar à formação de bolsões de pessoas não-vacinadas, possibilitando, assim, a reintrodução do poliovírus e sarampo, comprometendo o processo de certificação de eliminação.

Confira abaixo os locais e horário de vacinação nas zonas urbana e rural de Barbacena.

(Fonte: Sesaps)

Total Page Visits: 1138 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *