Com a epidemia de febre amarela, Barbacena poderá ganhar mais leitos de CTI

Risco de faltar vagas nos hospitais obriga SES a liberar recursos para abertura de novos leitos

Com duas mortes confirmadas e referência para receber todos os casos graves de febre amarela na região, Barbacena poderá ter sua assistência hospitalar sobrecarregada nas próximas semanas. Mesmo com a previsão de redistribuição de leitos entre os hospitais do município, tendo o Hospital Regional como a principal referência para os atendimentos mais urgentes, os leitos de CTI atualmente disponibilizados pela Santa Casa e Hospital Ibiapaba poderão ser insuficientes, por isso estão sendo estudados o aumento de leitos a curto prazo. Desde o dia 24 de janeiro, terça-feira, a Prefeitura de Barbacena decretou “Situação de Emergência” para que seja possível realizar contratação de pessoal, ações e aquisições em caráter de urgência.

O Hospital Ibiapaba CEBAMS aguarda a possibilidade de receber equipamentos para começar a ocupar pelo menos mais oito leitos de CTI. Segundo a assessoria de comunicação do Ibiapaba, o espaço físico – incluindo mobiliário, banheiros, parte elétrica e hidráulica e instalações de gases medicinais – já está concluído, faltando respiradores, monitores, camas especiais e outros itens para que os leitos possam ser ocupados. A assessoria também informou que o hospital possui equipe de intensivistas sendo preparada para atuar.

De acordo com o jornal Estado de Minas desta sexta-feira, 26, no último dia 18 a Secretaria de Estado de Saúde (SES) publicou a Resolução 6.083, em que autoriza repasse financeiro para abertura de novos leitos no estado em virtude da gravidade do quadro da febre amarela. Os recursos, que totalizam R$ 1,5 milhão, são provenientes do Fundo Estadual de Saúde. Conforme a SES, não há um número de leitos em todo o estado para tratamento específico de febre amarela. Todos os 12.027 leitos clínicos e 3.304 de UTI podem receber os pacientes da doença, pois eles são prioritários para acesso ao tratamento. Porém, conforme a possibilidade de fornecimento de recursos para ampliação dos leitos, as prefeituras de Belo Horizonte e Barbacena já se mobilizaram para esse aumento na estrutura, o que significou 26 novos leitos em unidades hospitalares das duas cidades. Além disso, está prevista a abertura de outros 25 leitos em BH e mais 10 em Barbacena.

O Hospital Ibiapaba já está com espaço físico preparado para receber novos leitos de CTI (Foto: Divulgação)
Total Page Visits: 1516 - Today Page Visits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *